VIK

1 jul

Hoje foi dia de passeio no museu. Uma amiga agitou uma ida ao Masp, tava moreendo de preguiça, mas a companhia e a Paulista valem sempre uma visita.
A exposição que está no Masp é VIK, de Vik Muniz, um artista contemporâneo brasileiro, paulistano, de 47 anos.
Formado em publicidade pela FAAP, foi morar nos EUA, onde foi reconhecido primeiro e consquistou renome internacional.
A exposição que leva o seu nome traz uma retrospectiva de seus vinte anos da carreira, ele quer que o espectador tenha consciência da sua parte na obra, com sua percepção. As obras permitem uma enterpretação por parte de quem vê e essa é a intenção.
Ele começou fazendo esculturas, mas percebeu que ao fotografá-las, conseguia a luz e a captação perfeita da obra. Com essa descoberta começou a fotografar o pintava, colava, desenhava.
Na mostra estão reunidas 131 obras, que são feitas com materiais inusitados e fotografadas por ele depois. Tem séries feitas com lixo, açúcar, papel recortado, macarrão, pasta de amendoim, diamantes, caviar, pigmentos em pó, linhas de costura, arame.
O efeito que esses materiais dão às obras é lindo, é incrível como alguém pode fazer e a gente fica imaginando quanto tempo levou, quanta paciência e como se faz.
Para a terceira pergunta há uma resposta na mostra, que exibe em três telões instalados nas paredes como foi feita uma das séries, ‘Pictures of Garbage’ (Imagens de Lixo), que conta com a participação de catadores de lixo que trabalham no aterro de onde vieram os materiais usados na obra, os vídeos foram feitos por um fotógrafo colaborador Fabio Ghivelder. A série que eu achei mais perfeita foi a de diamantes, primeiro porque era linda e segundo porque tinha um retrato de Elizabeth Taylor (divaaa).
Antes de chegar em São Paulo a mostra esteve no MAM do Rio de Janeiro e surpreendeu por atrair todos os tipos de público, acompanha um ‘livro-catálogo’ com o mesmo nome.

Elisabeth Taylor em diamentes

Elizabeth Taylor em diamantes

Paisagem feita com linha de costura

Paisagem feita com linha de costura

“Minha intenção inicial é conseguir uma reação física do espectador, atraí-lo, cativá-lo. A partir do momento em que consigo isso, posso comunicar a informação que quero passar. Meu sonho é mudar a forma elitista com a qual a arte é encarada. Não acredito na separação entre o popular e o inteligente, como se fossem coisas antagônicas.”
Vik Muniz
Mais imagens da mostra aqui.

O Masp (Museu de Arte de São Paulo) fica na Av. Paulista, 1558, Próx. estação Trianon/Masp, a mostra vai até dia 12/07.
Terça a domingo e feriados, das 11h às 18h; Às quintas, das 11h às 20h.
Os ingressos são R$15,00 a inteira e meia para estudantes, grátis as terças. Menores de 10 anos e maiores de 60 anos não pagam.
A classificação é livre.
Tel.: (011) 3251-5644

Informações: MASP

Pros amigos que amo, s2.

2 Respostas to “VIK”

  1. Bia julho 1, 2009 às 3:28 am #

    ameei Tephi, juuro . esse cara é muito bom =)

  2. Vini julho 15, 2009 às 6:19 am #

    Eufui ver essa exposição gostei mtu da do lixo!
    E depois fui comer no restaurante do Masp
    Limpo chique e renquintado! Sempre com seu prato do dia!
    Um dia vc deveria ir lah, irar gostar!
    Pensei em vC!

    bjus

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: